Terror

[RESENHA#126] O Desfiladeiro do Medo, de Clive Barker

Postado em Atualizado em

desfiladeiro-do-medo-clive-barker
Título:
O Desfiladeiro do Medo
Autor: Clive Barker
ISBN: 9788528609837
Ano: 2002
Páginas: 700
Editora: Bertrand Brasil
Informações: Skoob / Goodreads
Compre aqui: Amazon

Sinopse: O Desfiladeiro do Medo é um livro sem paralelo: uma descrição implacável e irresistível de Hollywood e seus demônios, contada com um estilo cru e o poder narrativo que transformaram os livros e filmes de Clive Barker em fenômenos mundiais.
Hollywood transformou Todd Pickett em um astro. O tempo, porém, está lhe cobrando um preço por isso. Ele não tem mais o rosto perfeito do ano anterior. Após uma cirurgia malfeita, Todd precisa de um lugar onde possa esconder-se durante algum tempo, enquanto as cicatrizes desaparecem.
Querendo ser momentaneamente esquecido instala-se em uma mansão no Coldheart Canyon, um recanto da cidade tão secreto, que sequer consta nos mapas. Tammy Lauper, presidente de seu fã-clube, chega à cidade de Los Angeles decidida a solucionar o mistério do desaparecimento de Todd.
Lá chegando, descobre segredos a respeito do Coldheart Canyon: os espíritos da “Lista A” dos astros e estrelas falecidos de Hollywood que vieram participar de orgias no canyon… Leia o resto deste post »

Anúncios

[Matéria] São Paulo dos Mortos 3 Ganha o 29° Troféu HQ Mix na Categoria de Melhor Publicação Independente de Grupo

Postado em Atualizado em

SPM3Antes de mais nada, parabéns a todos os outros ganhadores das demais categorias!

São Paulo dos Mortos 3 foi financiado pelo Catarse, depois do sucesso dos dois volumes anteriores. Este ano, Daniel Esteve e sua brilhante equipe de desenhistas, arte-finalistas e o capista ganharam o Troféu HQ Mix na Categoria de Melhor Publicação Independente de Grupo.

A resenha de São Paulo dos Mortos 3 já foi publicada por aqui (junto com as duas edições anteriores), mas tendo em vista a ocasião, ela está republicada abaixo com ligeiras mudanças. É um quadrinho que vale a pena e não é necessário a leitura dos anteriores para entender o terceiro volume.

Leia o resto deste post »

[RESENHA#123] Wytches, de Scott Snyder, Jock, Matt Hollingsworth e Clem Robins.

Postado em Atualizado em

timthumb (1).png
Título: 
Wytches

Autor: Scott Snyder(Roteiro), Jock(Arte), Matt Hollingsworth(cores) e Clem Robins(Letras)
ISBN: 9788594540379
Ano: 2017 
Páginas: 192
Editora: DarkSide Books
Informações: Skoob Goodreads
Compre aqui: Submarino Saraiva Cultura Amazon

Sinopse: Bruxas são criaturas muito mais perversas e diabólicas do que você poderia pensar — e, portanto, muito mais assustadoras. Ver uma é coisa rara; sobreviver a elas é mais raro ainda. É por isso que quando a família Rook se muda para Litchfield, uma remota cidadezinha de New Hampshire, tentando escapar de uma experiência horrível ao recomeçar do zero, eles não entendem que algo sinistro vive nas florestas ao redor da cidade. Algo que os observa, esperando apenas por uma oportunidade. Algo muito antigo… e voraz. Você até pode conseguir feitiços e milagres delas, mas, para isso, vai precisar pagar o preço. Pai e filha vão descobrir que recomeçar pode ser bem mais difícil quando há uma conspiração secular que envolve a sua família em curso.
Com reviravoltas chocantes e uma arte de arregalar os olhos, capaz de combinar medo e beleza, WYTCHES é uma obra sobre bruxas que deve ser levada a sério. Scott Snyder já provou suas habilidades como roteirista durante seu tempo escrevendo as HQs do Batman, uma das fases do herói mais aclamadas pela crítica e pelo público nos últimos tempos.
Leia o resto deste post »

[RESENHA#121] O Homem que Caiu na Terra, de Walter Tevis

Postado em Atualizado em

images.livrariasaraiva.com.br.png
Título:
O Homem que Caiu na Terra
Autor: Walter Tevis
ISBN: 9788594540058
Ano: 2016
Páginas: 224
Editora: DarkSide Books
Informações: Skoob / Goodreads
Compre aqui: Submarino / Saraiva / Cultura / Amazon

Sinopse: O Homem que Caiu na Terra tornou-se um verdadeiro clássico da literatura e uma das mais refinadas, sutis e delicadas ficções científicas já escritas. Publicado originalmente em 1963, ganhou reconhecimento em todo o planeta com a adaptação para o cinema dirigida por Nicolas Roeg em 1976. O filme também marcou a estreia de David Bowie no cinema encarnando o protagonista alienígena – para quem o papel parecia ter sido especialmente pensado (o que não foi o caso): um ser andrógino, impúbere, alto para os padrões terráqueos, delicado, magro, polido e que tenta se adaptar à vida terrestre para sobreviver entre os humanos.
Thomas Jerome Newton veio de Anthea para a Terra em uma missão desesperada para salvar os poucos habitantes que ficaram em seu longínquo e desconhecido planeta. Para isso, precisa construir aqui uma nave que possa trazer os 300 de sua espécie que ainda vivem em um planeta onde a água acabou e os recursos são cada vez mais escassos.
Com conhecimento e inteligência muito superior aos humanos, Newton logo se torna um bem sucedido empresário do ramo de patentes tecnológicas e também descobre a solidão, o desespero e o álcool – criando uma delicada parábola sobre as mudanças que estavam ocorrendo entre os anos de 1950 e o início da Guerra Fria.
Escrito com vigor e com uma prosa carregada de tensão poética, Walter Tevis produziu uma das ficções científicas mais realistas sobre um alienígena que vai absorvendo o dia a dia, o jeito e os vícios humanos pouco a pouco. Realista o suficiente para se tornar uma metáfora daquilo que todos nós carregamos: uma indescritível angústia e solidão existencial. Leia o resto deste post »

Projeto Mulheres Perigosas Conto a Conto: Parte 8 – Raisa Stepanova de Carrie Vaughn & Parte 9 – Lutando Com Jesus de Joe R. Lansdale

Postado em Atualizado em

Rodrigo Rosas Campos

MPAntes de Continuar

Antes de continuar, quero deixar bem claro que: a minha ideia original era fazer um post por conto, entretanto, apesar dos contos terem em média 20 páginas cada, há muito diálogo e muita descrição em cada um deles, logo, pouca história para muitas páginas. Se eu comentasse mais do que dois parágrafos sobre a maioria destes textos, eu entregaria os finais. Isso não é uma crítica negativa, é apenas uma característica da maioria destes autores.

Leia o resto deste post »

[RESENHA#112] Jantar Secreto, de Raphael Montes

Postado em Atualizado em

download.jpg
Título:
Jantar Secreto

Autor: Raphael Montes
ISBN: 9788535928358
Ano: 2016
Páginas: 360
Editora: Companhia das Letras
Informações: Skoob / Goodreads
Compre aqui: Submarino / Saraiva / Cultura / Amazon

Sinopse: Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de sucesso na capital fluminense. Mas o dinheiro está curto e o aluguel está vencido. Para sair do buraco e manter o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meio de jantares secretos, divulgados pela internet para uma clientela exclusiva da elite carioca. No cardápio: carne humana. A partir daí, eles se envolvem numa espiral de crimes, descobrem uma rede de contrabando de corpos, matadouros clandestinos, grã-finos excêntricos e levam ao limite uma índole perversa que jamais imaginaram existir em cada um deles. Leia o resto deste post »

[RESENHA#110] Os Pássaros, de Frank Baker

Postado em Atualizado em

os-passaros-site-darkside-capa.png
Título:
Os Pássaros

Autor: Frank Baker
ISBN: 9788566636437
Ano: 2016
Páginas: 304
Editora: Darkside Books
Informações: Skoob / Goodreads
Compre aqui: Submarino / Saraiva / Cultura / Amazon

Sinopse: Você conhece o filme. É um dos maiores clássicos de Alfred Hitchcock, de 1963. Nos créditos, consta que a história é baseada no conto “Os Pássaros”, de Daphne du Marier, escritora que o mestre do suspense já havia adaptado antes. Quase trinta anos após seu lançamento, o romance de Frank Baker ganharia repercussão quando o autor ameaçou processar Hitchcock e Daphne Du Maurier. Para deixar essa estranha coincidência com ares de plano macabro: Daphne era prima do antigo editor de Frank Baker, o inglês Peter Davies, e chegou a trabalhar com o parente.
Pássaros. Milhares, talvez milhões, sobrevoam Londres, de forma aparentemente inexplicável e sem sentido, onde parecem observar os habitantes da capital, que os consideram divertidos, se tanto um pouco estranhos. Enquanto as pessoas ainda tentavam entender o que faziam ali, eles começam a atacar, ferindo e até mesmo matando com tremenda brutalidade e violência. Seriam eles uma força da natureza ou uma manifestação sobrenatural? Ninguém sabe. A única certeza é que o objetivo dos pássaros é a destruição da humanidade e ninguém tem ideia de como impedi-los…
No ano em que se celebra os 80 anos da primeira edição, a DarkSide® Books orgulhosamente apresenta o livro Os Pássaros para todos os leitores e cinéfilos brasileiros apaixonados por um bom susto, um retrato sombrio e acurado de uma Londres pré-Guerra, como se Baker conseguisse vislumbrar o futuro próximo de terror e feitos inomináveis apresentado pela Segunda Guerra Mundial.
Leia o resto deste post »