Sobre o Kaos

E do Caos Surgiu mais Kaos ainda: O Início do Literakaos!

Conheci a Ana no Facebook. Não lembro quem curtiu primeiro o que o outro compartilhou ou recompartilhou, ou comentou. Não lembro de que grupo específico éramos, não lembro quem convidou quem para ser amigo ou que conversa motivou o convite.

Mas o Literakaos começa por uma discussão numa postagem de Ana, e nem era sobre literatura. Implicante como ela só, mostrou uma foto de modelo ao lado de uma pessoa comum com dizeres de que duck face não iria transformar ninguém em modelo profissional. Eu, que nem gosto de tirar fotos, defendi que as duck facers faziam isso para se divertir. Quem conhece a Ana sabe que discutimos e rimos muito.

Foi a partir daí que nossas conversas ficaram frequentes. Invariavelmente os livros entraram nelas, eu também gosto de ler e de escrever. Um dia, ela avisou que estava saindo do blog para o qual publicava resenhas. Bom, eu tenho o blog do Juvenal, o Velho Hippie. Convidei-a para continuar a escrever no meu blog.

Quem conhece Ana sabe que, nesse momento, ela sugeriu mudanças que eu nem sei como fazer, sou blogueiro novato. Até confesso que o Juvenal não foi minha primeira tentativa, mas é a que estou conseguindo manter por mais tempo. Então, pensei e sugeri (não lembro se foi exatamente assim):

“É mais fácil começarmos um blog do zero.”

“Um que não seja nem meu nem seu, que seja nosso e que nos deixe livres para publicar em qualquer outro lugar ou republicar nele o que já havíamos publicado antes. Um blog sobre literatura que não exigisse exclusividade de nenhum de nós, até para evitar brigas futuras.”

Ela topou.

E como ela é a que mais sugere coisas o tempo todo, foi ditatorialmente eleita por mim editora-chefe. Ela deve ter caído num caldeirão de poção mágica quando pequena, não consigo acompanhar esse ritmo.

Começamos a discutir nomes, pautas e vimos que literatura era entendida da forma mais ampla possível: toda e qualquer obra escrita. Isso inclui quadrinhos e RPGs entre outras coisas. Sim, eu leio textos de peças de teatro. Pronto, falei.

Da escolha do nome até o material que já publiquei no site do Juvenal (entre tiras e ensaios) comecei a guardar coisas para saírem em primeira mão aqui, no Literakaos. Coisas essas que já foram enviadas.

Como o leitor pode ver, é assim que são os bastidores feitos por algo que envolve mais de duas mãos.

Como esposa do Bruno, Ana o convenceu a falar sobre RPG no blog. Assunto que vou falar também. Menos, só gosto do 3D&T.

Para você, leitor, o Literakaos! começa agora. Mas saiba que o que verá aqui hoje e, espero eu, ao longo dos próximos muitos dias foi pensado, discutido e gargalhado com alguma antecedência.

Esperamos que goste, deixem opiniões, sugestões, críticas, construtivas ou esculachos se for o caso, mas tenha em mente que estamos felizes de estarmos aqui fazendo esse kaos todo.

Esse é só o início, e é difícil falar do início enquanto o início continua acontecendo. O fim do início será o primeiro dia do blog no ar e estas linhas não foram escritas hoje, que você as lê. Foram escritas antes mesmo do blog estar no ar. Falo do início no início, do olho do furacão, diretamente do portal do LiteraKaos!

Só mesmo a Ana para querer abordar um início que ainda não terminou de iniciar. Ela deve ser uma fugitiva de um quadro de Pablo Picasso ou Salvador Dali no nosso mundo! Ou ainda, de uma história do Jean “Moebius” Giraud.

Boas leituras!

13103330_1617523888533483_988232673702746742_n

Rodrigo Rosas Campos
lê e escreve desde os sete anos, já publicou de forma independente O Homem Que Trouxe a Chuva & Outras Viagens, Diretamente do Portal do Caos, 50 Poemas apenas entre outros, todos fora de catálogo no momento. É formado em Psicologia pela Universidade Federal Fluminense.

 

 


Resumindo, eu cheguei, mexi em tudo, baguncei com resto, impus minhas ideias com a sutileza de um mamute e propus outras com aquele jeitinho meigo de um demônio da Tasmânia.
Eu vim, arrasei e lacrei, viado! 😀

13087507_964586530276094_2296787288826535412_n
Eu sou a Ana Souza.
Ex aluna do Colégio Pedro II (É TABUADAAAA).
Formada em Ciência da Computação.
Atual Aluna de Biblioteconomia na UniRio (Amor define).
Sou várias em uma e uma em várias. Sou de Exatas, sou de humanas, sou de peixes com ascendente em capricórnio… Sou essa Metamorfose Ambulante, porque, afinal, é melhor do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo.


E agora, venho trazendo novidades!!

Hoje, dia 19/10/2016, estreia oficialmente (porque só responder Tags não vale), nesse nosso mundo Kaótico,  a Gaby!
Nossa mais nova colaboradora!!
Trazendo mais um pouco de loucura e ajudando nessa nossa mistura resenhística [Sic]!  😉

Vamos conhecer??

whatsapp-image-2016-10-16-at-14-16-24

Gaby Cunha. Sou a única Paulistana do trio. Uma nerd que compra e ganha mais livros do que consegue ler. É apaixonada por literatura desde a infância e gosta de escrever uns textos aí, mas morre de vergonha em mostrar (quem sabe não mostro um dia aqui?!). É formada há 8 anos em Recursos Humanos, mas um dia realizará o sonho de trabalhar somente com os livros!