Sem categoria

O Velho Hippie#46

Imagem Postado em Atualizado em

oVelhoHippie31

Anúncios

Canção do Exílio – Gonçalves Dias

Postado em Atualizado em

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar — sozinho, à noite —
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu’inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

 

Gonçalves Dias

O Velho Hippie#45

Imagem Postado em Atualizado em

oVelhoHippie36

Via Láctea – Olavo Bilac

Postado em Atualizado em

Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto…

E conversamos toda a noite, enquanto
A Via Láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: “Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?”

E eu vos direi: “Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas.

 

Olavo Bilac

O Velho Hippie#44

Imagem Postado em Atualizado em

oVelhoHippie37

Soneto da Fidelidade – Vinicius de Moraes

Postado em Atualizado em

De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

 

Vinicius de Moraes

O Velho Hippie#43

Imagem Postado em Atualizado em

oVelhoHippie38

Todas as Cartas de Amor são Ridículas – Álvaro de Campos (Heterónimo de Fernando Pessoa)

Postado em Atualizado em

Todas as cartas de amor são 
Ridículas. 
Não seriam cartas de amor se não fossem 
Ridículas. 

Também escrevi em meu tempo cartas de amor, 
Como as outras, 
Ridículas. 

As cartas de amor, se há amor, 
Têm de ser 
Ridículas. 

Mas, afinal, 
Só as criaturas que nunca escreveram 
Cartas de amor 
É que são 
Ridículas. 

Quem me dera no tempo em que escrevia 
Sem dar por isso 
Cartas de amor 
Ridículas. 

A verdade é que hoje 
As minhas memórias 
Dessas cartas de amor 
É que são 
Ridículas. 

(Todas as palavras esdrúxulas, 
Como os sentimentos esdrúxulos, 
São naturalmente 
Ridículas.) 

Álvaro de Campos, in “Poemas” 
Heterónimo de Fernando Pessoa .

 

Tivemos que Parar Por Um Tempinho

Postado em Atualizado em

Bom, como vocês, leitores mais fieis do LK, puderam perceber, nós, da equipe LK, tivemos que parar um pouquinho.

Mas não nos abandonem, deve haver algum post deste blog que vocês não viram ou querem rever. Fiquem a vontade!

Em janeiro, voltaremos! Obrigado a todos!

Até lá, boas festas, próspero 2018 de toda a equipe LK!

Boas Festas

Postado em Atualizado em

VHNatal2016eP2018LK