Sem categoria

Aos Leitores do LK, Estamos Afastados, Mas Ativos

Postado em Atualizado em

Leitores do LK, estamos sumidos, eu sei, mas, na medida do possível, voltaremos. Eu, sempre que posso, faço umas atualizações e revisões em meus posts mais antigos. Não mudo o que escrevi, só corrijo eventuais erros e coloco links ou atualizações. Para os que nunca vieram para cá, favor fazer uma maratona, temos tiras e muitas dicas de leitura comentadas. Para os que costumam vir para cá, observem que alguns de meus posts antigos tiveram atualizações.

Obrigado pela atenção, beijos e abraços,

Rodrigo Rosas Campos

Anúncios

O Velho Hippie#48

Imagem Postado em Atualizado em

oVelhoHippie42.jpg

Timidez – Cecília Meireles

Postado em Atualizado em

Basta-me um pequeno gesto,
feito de longe e de leve,
para que venhas comigo
e eu para sempre te leve…

– mas só esse eu não farei.

Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes…

– palavra que não direi.

Para que tu me adivinhes,
entre os ventos taciturnos,
apago meus pensamentos,
ponho vestidos noturnos,

– que amargamente inventei.

E, enquanto não me descobres,
os mundos vão navegando
nos ares certos do tempo,
até não se sabe quando…

e um dia me acabarei.

 

Cecília Meireles

O Velho Hippie#47

Imagem Postado em Atualizado em

oVelhoHippie21

Amor – Álvares de Azevedo

Postado em Atualizado em

Amemos! Quero de amor 
Viver no teu coração! 
Sofrer e amar essa dor 
Que desmaia de paixão! 
Na tu’alma, em teus encantos 
E na tua palidez 
E nos teus ardentes prantos 
Suspirar de languidez! 

Quero em teus lábios beber 
Os teus amores do céu, 
Quero em teu seio morrer 
No enlevo do seio teu! 
Quero viver d’esperança, 
Quero tremer e sentir! 
Na tua cheirosa trança 
Quero sonhar e dormir! 

Vem, anjo, minha donzela, 
Minha’alma, meu coração! 
Que noite, que noite bela! 
Como é doce a viração! 
E entre os suspiros do vento 
Da noite ao mole frescor, 
Quero viver um momento, 
Morrer contigo de amor!

 

Álvares de Azevedo

O Velho Hippie#46

Imagem Postado em Atualizado em

oVelhoHippie31

Canção do Exílio – Gonçalves Dias

Postado em Atualizado em

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar — sozinho, à noite —
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu’inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

 

Gonçalves Dias

O Velho Hippie#45

Imagem Postado em Atualizado em

oVelhoHippie36

Via Láctea – Olavo Bilac

Postado em Atualizado em

Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto…

E conversamos toda a noite, enquanto
A Via Láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: “Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?”

E eu vos direi: “Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas.

 

Olavo Bilac

O Velho Hippie#44

Imagem Postado em Atualizado em

oVelhoHippie37