[RESENHA#168]A Perversa, de Tarryn Fisher

Postado em Atualizado em

download
Título: 
 A Perversa

Autor: Tarryn Fisher
ISBN:  9788562409653
Ano:  2016
Páginas:  256
Editora:  Faro Editorial
Informações: Skoob / Goodreads
Compre aqui: Submarino Saraiva / Cultura Amazon

Sinopse: Leah Smith finalmente vive um momento muito especial. Conquistou aquele que considera o “homem da sua vida”, mas não está completamente feliz.
Leah se sente insegura, como se fosse sempre a segunda opção e sua vida atual, como um castelo de cartas, pudesse desabar a qualquer momento…
E, mais do que sentir, ela sabe que Caleb nunca a olhou com aquele brilho especial que dirigia a Olivia. Então, se por um lado se sente vitoriosa, por outro, percebe quanto é desgastante e trabalhoso manter a sua conquista.
Agora, oficialmente casada com Caleb, ela vai até as últimas consequências para manter unidos os pedaços de uma vida construída por segredos, mentiras e trapaças. E, quem sabe, amor.
Mas não é assim que devemos fazer para lutar por quem amamos?


 Gente, vou falar uma coisa, sabe aquele livro que você lê e que a cada página lida sente mais ódio do personagem principal? Tanto ódio que sente vontade de rasgar o livro todinho, mas apenas não o faz porque afinal de contas é um livro e você também precisa saber o final?

Então minha leitura de a perversa foi exatamente desse jeito…

>SE VOCÊ PRETENTE LER A SÉRIE, E AINDA NÃO LEU ESTE LIVRO, CUIDADO! ESTA RESENHA PODERÁ CONTER SPOILERS!<

Bem, como sabemos em A Oportunista conhecemos Olivia e seu amor da faculdade Drake Caleb. Entretanto a vida de ambos é guiada ao passar dos anos por mentiras, traições, amor e dor e acaba com um final separados onde cada um segue seu rumo.

Já neste livro, A Perversa, conhecemos Leah, a ruiva que fez de tudo para ficar com Caleb e que no final das contas, consegue mesmo!

Narrado 98% por Leah, A Perversa conta o que aconteceu aproximadamente 1 ano após o final de A Oportunista. Leah consegue engravidar e descobre que além da decepção de ser uma menina (ela queria um menino), a mesma não sente carinho algum pela menina, e acha que, no final das contas, vai perder Caleb para outra mulher. Acreditem. Ela pensou EXATAMENTE isso….

Caleb se vê apaixonada pela criança e Leah sente um ciúme descabido dessa relação pai e filha. O que leah achou que fosse segurar seu casamento, acabou por ser um estopim de toda a avalanche ao qual sua vida vai se transformar. E o fim de tanto ciúme e desafeto, insegurança, mentiras e egoísmo tornará a vida de Leah em um pesadelo.

Não que ela não mereça tudo que vai acontecer com ela, porque é penas irritante ler o livro e ver ao longo da história essa obsessão dela por Olivia e Caleb. Pelo passado dos dois juntos. Fora a maneira como Leah trata a própria filha, um bebezinho de semanas, e o quão egoísta ela é.

Leah tem uma mania de culpar Olivia por tudo, onde no final, ninguém é culpado a não ser a própria Leah.

O livro permanece com a mesma dinâmica do outro, passado e presente do personagem principal. Descobrimos muitas coisas sobre o passado de Leah e de talvez como ela tenha se tornado essa pessoa horrível que é.

Quando eu comprei a trilogia achei que fosse uma história contínua onde o mesmo narrador comandava os 3 livros. Mas depois descobri que cada livro seria narrado por um personagem desse triangulo amoroso tóxico, em época diferente, mas sempre contando um pouco do presente e passado de cada um, sobre os olhos do mesmo.

O próximo livro é O Impostor, onde provavelmente teremos o ponto de vista de Caleb após o ocorrido neste final de A Perversa, mas com algum tempo à frente.

Depois de muitas mentiras reveladas, corações despedaçados e ódio, vamos ver o que Caleb nos trará.

Aguardem cenas dos próximos capítulos. 😉

Sem título

Anúncios

26 comentários em “[RESENHA#168]A Perversa, de Tarryn Fisher

    Camila de Moraes disse:
    20/03/2018 às 17:40

    Olá!
    Eu comprei esse box imaginando que fosse histórias independentes, mas ai vi que são pontos de vistas de personagens da mesma história. Quero ler, mas agora fiquei com receio da leitura ficar arrastada e voltar muito.
    Espero que não seja dessa forma e me surpreenda.
    Beijos!

    Curtir

    Pollyanna Reis disse:
    21/03/2018 às 18:39

    Olá!
    Já estou com os três livros e aqui, e super ansiosa para ler. Pulei algumas partes porque ainda não li, mas já estou imaginando se assim como você vou querer rasgar o livro. kkkk
    A capa é tão bonita e chamativa!
    Bjos

    http://www.momentosdeleitura.com

    Curtir

    Carol Mendes disse:
    22/03/2018 às 12:41

    Esse livro parece ser bem forte! Já vi a capa dele e dos outros da trilogia por aí, mas não tive vontade de ler, mas sua resenha me deixou um tanto curiosa, já que te deu tanta raiva da personagem principal, ele tem que ser bom, haha.
    Valeu pela dica!

    Virando Amor

    Curtir

    Naylane Sartor disse:
    22/03/2018 às 15:42

    Oie!

    Guria na época que eu li esse livro eu simplesmente odiei ele! Sério, eu fiquei nervosa em um ponto que eu quase joguei ele pela janela, eu só continuei lendo mesmo porque eu precisava fazer a leitura, senão teria desistido dele!

    Bjss

    Curtir

    Nilda de Souza disse:
    22/03/2018 às 21:54

    Eu já tinha visto essa capa por aí, mas acho que é a primeira resenha que leio. Achei interessante a escolha por colocar uma personagem nada simpática para narrar a história. Foi arriscado. Espero que no final não tenha havido uma tentativa de colocá-la como boazinha.

    Beijos

    Curtir

    Silviane disse:
    24/03/2018 às 00:06

    Ooi!
    Eu li sua resenha pensando MEU DEUS QUE LIVRO É ESSE???? Tipo, como alguém consegue escrever algo assim e como as pessoas lêem isso??? auhsuoahusai as okay, não sei como a historia vai acontecendo mas só pela premissa e pela personagem já sei que eu odiaria

    Curtir

    Mari disse:
    24/03/2018 às 21:07

    Todo mundo parece odiar a Leah, eu tenho curiosidade, afinal não é sempre que vemos um livro narrado por quem seria a vilã da história.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    Curtir

    manuscrito literario disse:
    24/03/2018 às 23:56

    Hey Ana!
    Eu sempre tive um pé atrás com Tarryn. Até que li Nunca Jamais e resolvi ceder aos meus preconceitos.
    Ganhei F*uck Love e ainda não tomei coragem para lê-lo. Tomara que eu não me decepcione.
    Quanto essa série, desde gringa eu já estava com olho virado, muitas críticas negativas. Sua resenha só confirmou.

    Beijos
    http://www.manuscritoliterario.com.br

    Curtir

    Luna de Lua disse:
    25/03/2018 às 20:38

    Ana, está aí uma trilogia que NÃO lerei!kkkkkkk… Com tantos livros na minha lista de futuras leituras não perderei meu tempo com uma história em que sentirei profundo ódio pelo personagem principal. Passei por uma experiência assim ao ler A Promessa da Rosa e o trauma foi tão grande que passei a ter pânico de determinadas histórias.rsrs Não estou com um pingo de vontade de sentir meu sangue ferver com um protagonista. Já odeio essa Leah sem a conhecer, imagina se leio o livro!rs Sem chances! Passo!kkkkk

    Bjs!

    Curtir

    Letícia Dutra disse:
    25/03/2018 às 20:54

    Olá! Quando vi o alerta de spoiler já parei, porque desejo ler a série desde que o primeiro livro foi lançado! Bjs

    Curtir

    Carolina Trigo disse:
    25/03/2018 às 23:54

    Oi Ana!
    Eu não conhecia essa trilogia, mas pelos seus comentários, tenho certeza que não lerei. Esse egoísmo da personagem, com esse relacionamento tóxico é algo que estou tentando fugir.
    Dessa vez, passo a dica.
    Bjss

    Curtir

    Gabriela Cerqueira disse:
    26/03/2018 às 11:48

    Gente, socorro, quando eu vi a capa dos livros a um tempo atrás me deu vontade de ler mas pelo visto essa vontade passou, que personagem principal é essa? eu apenas li a sua resenha e não suporto ela de jeito nenhum, acho que você é muito guerreira de continuar a leitura, quando eu não gosto de uma personagem dessa maneira eu simplesmente desisto do livro, kk, espero que o próximo seja melhor.

    Curtir

    Tay Meneses disse:
    26/03/2018 às 14:42

    Não conheço essa trilogia. Mas pelo que vejo o pessoal falando sobre ela, não são obras que me fariam ir até o final. Não tenho muita paciência para personagens irritantes, acho que essa seria uma trilogia que eu não leria até o fim.

    Bexus @leitoraconectada

    Curtir

    Tamara Padilha disse:
    26/03/2018 às 19:22

    uau, parece um livro intenso, e sei bem a sensação de um livro nos irritar tanto. Infelizmente, não é um livro que me chama tanta atenção, mas fico na torcida para que o próximo seja melhor.

    Curtir

    Caos da Leitura disse:
    26/03/2018 às 20:51

    Oi, tudo bem?
    Tenho ranço dessa personagem mesmo sem NUNCA ter lido nenhum livro da série. Tudo acompanhando as resenhas e perdi totalmente o tesão de acompanhar a histórias porque não há uma resenha positiva sobre esse livro. É um livro bem cheio de emoções, isso é um fato inegavel. Adorei a resenha!

    Curtir

    Livia Guanabara disse:
    26/03/2018 às 23:49

    Olá!!!
    Gostei muito da sua resenha!!
    Mas acho que não faz muito o meu tipo de livro que costumo ler!!
    Como esse ano estou me propondo ler outros gêneros e vou tentar dar uma chance a Triologia!!
    Dica anotada!!
    Bjks!!!

    Curtir

    isadoraraujo95 disse:
    27/03/2018 às 01:07

    Olá Ana!!!
    Que história mais louca e um tanto doentia a da personagem em!?
    Uma pessoa que tem ciúmes de um bebê que é fruto dela com marido e é capaz de tratar o bebê mal, só pode ser doentio.
    Espero que o livro melhore nesse terceiro seriamente.

    lereliterario.blogspot.com

    Curtir

    Wellida Danielle disse:
    27/03/2018 às 10:59

    Olá, tudo bom?

    Eu não li essa trilogia ainda, mas não é algo que eu vá ler. Acho legal que tenham criado uma história mostrando algo real, como traições, egoísmo e relacionamentos abusivos, mas não é algo que me agrade. Eu gosto de ler livros felizes, sabe? Em que os personagens amadureçam, se apaixonem e tenham o final tão desejado. Isso é ficção, lógico, mas eu gosto de ler algo que fuja da minha realidade, entende? Então ler algo como A Perversa, só me deixará com raiva o tempo inteiro e querendo entrar no livro para matar a protagonista. Prefiro evitar tantos sentimentos ruins. Infelizmente, deixarei passar essa dica.

    Enfim, adorei a postagem e agradeço a indicação, mesmo assim 🙂
    Abraços.

    Curtir

    Tamires Marins disse:
    27/03/2018 às 15:07

    Oi, Ana

    Infelizmente não pude ler a resenha por conta do aviso de spoiler. Eu tenho os livros, só me falta tempo. Eu gosto muito de personagens dúbios, aquele tipo que ora a gente ama e ora a gente odeia, é isso que mais chama minha atenção nessa trilogia. Eu espero passar raiva também, se eu não passar é pq não li direito! Hahahaha

    Beijos
    – Tami
    http://www.meuepilogo.com

    Curtir

    Maria José disse:
    27/03/2018 às 17:27

    Olá, acredita que vou começar o primeiro livros da trilogia hoje? Então, sei que vou encontrar personagens que não são muito corretos, eu acho, rsrs. Mas espero gostar da leitura o suficiente pra querer ler o próximo.

    Curtir

    Bruna Costabeber disse:
    27/03/2018 às 22:13

    Olá Ana,
    Eu já li um livro dessa autora e gostei do que encontrei, justamente por esse ódio que senti ao ler o livro. Eu amei odiar esses personagens. Fiquei muito triste por saber que a trilogia é sobre os personagens de um triângulo amoroso tóxico e acho que, por conta disso, vou passar a dica, não me vejo lendo esse livro agora.
    Beijos

    Curtir

    Bruna Eduarda disse:
    28/03/2018 às 01:17

    Tenho uma amiga que só falta jogar o livro na minha cara para eu ler já que ela diz que lembra de mim quando lê sobre a protagonista da história. Acho que leria mais a obra por causa disso mesmo, porque já pesquisei sobre e não me interessou, infelizmente. Um dos pontos negativos para mim é essa de passado e futuro, realmente desgosto disso. Acho que vou continuar deixando esse livro na lista, mas não acho que o lerei em um futuro breve :/

    Um beijo

    Curtir

    debyhsama disse:
    28/03/2018 às 12:27

    Eu até pensei em ler esta trilogia mas quando descobri sobre o triângulo eu meio que desisti.
    Agora vendo que da pra odiar bastante a prota eu desisti total rs.

    Debyh
    Eu Insisto

    Curtir

    Catharina Mattavelli Costa disse:
    01/04/2018 às 19:38

    Oie
    que legal ver sua resenha, pois me deu saudade da trilogia e eu gosto bastante. Principalmente desse segundo livro que mostra uma protagonista diferente do que estamos acostumados. Adorei toda a trilogia e adorei sua resenha, espero que curta o proximo livro

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    Curtir

    Renata Souza disse:
    02/04/2018 às 11:57

    Olá
    Já li a Oportunista e adorei. Que núcleo maluca que a Tarrin criou não é, estava deixando os outros dois de lado por achar que era mais do mesmo, mas como a história avança mudando apenas o ponto de vista vou pegá -los para ler

    Curtir

    Barda Literária (@bardaliteraria) disse:
    24/04/2018 às 23:15

    Já li algumas resenhas elogiando a obra mas eu mesmo nunca tive muita vontade de ler =/ não faz meu estilo de leitura =/

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s