Uma Pergunta Pertinente: Panini, Quando Sairá Astro City volume 7?

Postado em Atualizado em

AstroCity6

De todos os encadernados da série Astro City, o único que não tem uma história fechada em si mesma é o volume 6. Ele traz as duas primeiras partes de A Era das Trevas, que originalmente teve 4 partes de 4 edições cada. Lá fora, essa série precisou de dois encadernados. Aqui, a Panini publicou o primeiro em 2016, quando, nos EUA, a série de Kurt Busiek, Brent Anderson e Alex Ross já estava sendo publicada (e republicada) no selo Vertigo (da DC).

Eis que estamos em dezembro de 2017. A Panini anunciou os lançamentos de dezembro de 2017 para o selo Vertigo, e Astro City volume 7 não consta desses lançamentos. Justamento o final da única história de Astro que não se encerra em um único encadernado.

A pergunta é: quando sairá o volume 7 de Astro City? A história do 6 não foi completada. Sei que as vendas de Astro não foram o que vocês esperavam. Essa série extremamente cultuada e premiada nos EUA é muito subestimada aqui. O motivo disso é simples, vocês, editores brasileiros que tocaram no material, se valem das capas do Alex Ross para promover a publicação, não na ideia que ela traz, que é de Kurt Busiek.

Alex Ross é o cara das capas e das concepções visuais dos personagens e Brant Anderson é só o desenhista. A força revolucionária de Astro está no texto; no fato de ser uma série de minisséries e edições únicas e de cada história abordar um nicho vertical do público que curte super-heróis. Todas as diferenças são harmonizadas pelo texto de Busiek, caso o leitor queira ler todas as histórias.

Para “tirar o atraso”, vocês da Panini resolveram fazer encadernados. Tal atitude teve um aspecto positivo e outro negativo. O positivo, a Panini já é a editora que mais publicou Astro City no Brasil. O negativo foi a restrição do público dos encadernados, exemplo: a história de Astra, que já havia saído no Brasil pela Pixel, na Panini ficou com classificação etária18 anos por estar num encadernado com uma única história (de 20 páginas) polêmica, desaconselhável para 18 anos.

Desse modo, a Astra, que é uma criança que cresceria com o público infantil de Astro, na Panini, não pode encontrar seu público em potencial, meninas crianças que virariam adolescentes e iriam querer ver a adolescência de Astra. A antiga editora desistiu do título, as jovens leitoras da Pixel não viram o crescimento de Astra por esse outro motivo. Mas vamos voltar a Era das Trevas.

A Era das Trevas é uma dessas séries barra-pesada de Astro. Talvez a mais violenta de todas, pois aborda a época mais violenta dos quadrinhos de super-heróis nos EUA com os personagens criados por Busiek, Ross e Anderson. Mas além de ser o ponto mais violento da história maior que é a da cidade de Astro, ela também é a que levou mais edições originais (de 24 páginas cada) para ser contada. Foram 16 no total. Além disso foram feitos alguns extras e, na hora de republicar em formato encadernado, ficou com 2 volumes.

Em resumo, a história do volume 6 de Astro City está incompleta e precisa ser completada com a publicação do volume 7. Astro não está vendendo, não está compensando o investimento da Panini etc.? Ok, mas será uma falta de respeito muito grande com os leitores se a Panini não publicar ao menos o volume 7 da série de encadernados para encerrar a história A Era das Trevas.

Confio que vocês da Panini estejam com essa edição engatilhada para 2018. A questão é quando?

Panini, obrigado pela atenção, boas leituras para todos,
Rodrigo Rosas Campos

P.S.: O CDC está do lado dos leitores.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s