[Resenha#73] Agência de Investigações Holísticas Dirk Gently

Postado em Atualizado em

Dg1

Se você vê, ou viu, a série de TV, não reclame dos eventuais spoilers. Se você não viu a série e nem leu o livro ainda, não se preocupe, fiz uma resenha sem spoilers. Agência de Investigações Holísticas Dirk Gently é o primeiro de dois livros sobre o detetive Dirk Gently, escrito por Douglas Adams, autor da famosa e perfeita trilogia de 5, O Guia do Mochileiro das Galáxias. Bom, esta resenha é só sobre o primeiro livro de Gently, Agência de Investigações Holísticas Dirk Gently. Não, você não precisa ler o primeiro para entender o segundo e nem ler o segundo para completar o primeiro, são duas aventuras isoladas do detetive Dirk Gently.

    Voltando ao primeiro livro de Dirk Gently: personagens malucos pipocam em páginas que parecem apresentar inícios de histórias completamente distintas. Não se preocupem, leitores, a medida em que tudo vai se interligando tudo será explicado (ou não) com o humor ácido que consagrou Adams. Em se tratando dele, seu riso e diversão são garantidos!

    Susan Way é irmã de Gordon e musicista, violoncelista, para ser mais exato;

    Gordon Way, irmão de Susan, dono da Way Forward Technologies II, porque a I faliu. Patrão de Richard. Gordon é um cara chato, mas fica muito espirituoso no desenrolar da trama;

    Richard McDuff, namorado de Susan, programador, trabalha na empresa de Gordon, criador da planilha de cálculo Anthem, atrasado com a entrega dos códigos fontes da versão 2.0 e também foi o criador de um programa secreto para o Pentágono que deu fortuna a Gordon e a sua segunda empresa. É também o autor de uma reportagem que correlaciona fractais, músicas e sequências numéricas;

    Urban Chonotis, Professor Régio de Cronologia, ou Reg. Só ele sabe o que isso (cronologia enquanto disciplina isolada) quer dizer;

    Um monge eletrônico e sua égua cruzam um deserto. Sim, você leu direito;

    Michael Wenton-Weakes, editor fracassado, mimado, filho de um editor de sucesso. Sua família é rica e o despreza. Gosta de Susan, mas ela só o usa para fazer ciúmes em Richard.

    Todos estes pacatos cidadãos se verão as voltas com rodopiantes paradoxos, um assassinato, alienígenas e viagens no tempo.

    A referência bibliográfica do livro é:

    ADAMS, Douglas.  Agência de Investigações Holísticas Dirk Gently.  São Paulo: Arqueiro, 2015.

    E sim, eu sei que a Agência de Investigações Holísticas Dirk Gently é uma série de TV, mas é originalmente um livro e vamos ler mais livros em vez de ficarmos assistindo passivamente séries de TV em geral. Certamente vocês vão se surpreender com o que as adaptações cortam. Até porque, a maioria das boas sacadas de Agência de Investigações Holísticas Dirk Gently está na introspecção psicológica e na narração em terceira pessoa.

    Adams interliga tudo e de tal maneira que ir além do que falei seria revelar spoiler ou antecipar as piadas.

    Boas leituras!

    Rodrigo Rosas Campos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s