[ENSAIO] A Janela do Banco de Trás

Postado em Atualizado em

janela

Há algum tempo, estou sentada no banco de trás do seu carro. Ainda sinto a terrível vertigem de não ver o caminho claramente, como há muito tempo fazíamos.

Lembro-me da primeira vez em que sentei ao seu lado, no banco da frente! Que sensação maravilhosa! Era único! O vento bagunçando meus cabelos, o Sol reluzindo em nossas peles. Nós dois juntos poderíamos ir a qualquer lugar! E sim, nós fomos!!

Completava-me ver seu sorriso enquanto cantávamos a mesma melodia! Divertido era também, pois, cantávamos afinada a música que tocava no rádio… A música da vida.

O tempo passou depressa e, sinceramente, não sei como fui parar no banco de trás. Nunca gostei de sentar nesse banco. Antes, quando sentava no banco da frente, víamos a mesma paisagem claramente, enquanto você acelerava os motores. Juntos, escolhíamos qual curva seria melhor virar.

Sentimentos… São tantas sensações, que já não sei mais quais são as causas dessa vertigem. Eu falo com você, mas, você só escuta a nova música… Esta que canta com a nova pessoa que senta a seu lado. Será que falo tão baixo, a ponto de você não me ouvir? Por que minha voz me trai?

Acredito que nesse Júri, fui o réu e meu próprio juiz, sentenciando-me a clausura de tua presença. Mas, quando? Não me recordo de pedir para passar para o banco de trás! Daqui, a visão do caminho é turva, devido à velocidade em que estamos. Não decido mais o caminho com você, vejo somente os vultos do que você já escolheu, passando rapidamente pela minha estreita janela.

Sei que um dia, terei que descer. Vejo quantas pessoas estão em seu carro, e confesso já não poder mais ocupar esse espaço. Percebo então, que logo ficaremos muito apertados, pois carregas muita gente contigo. Eu tenho claustrofobia… Sinto o suor frio escorrendo por minhas costas e o ar faltando em meus pulmões. Penso comigo: “Acalme-se”…

Quando este fatídico dia chegar, o dia em que serei vencida por meus sentidos, lançar-me-ei do carro em movimento, para não perceberes que precisei descer.

Levarei comigo, nossa foto e as canções que juntos cantamos, sempre lembrando como foi bom sentar ao teu lado, no banco da frente!

http-signatures-mylivesignature-com-54494-324-3e0afc0e30bc05c945278542b11620b8

 

 

 

 

Anúncios

3 comentários em “[ENSAIO] A Janela do Banco de Trás

    Enilson disse:
    13 de janeiro de 2017 às 20:37

    Muito bom!

    Curtido por 1 pessoa

      Gaby Cunha respondido:
      13 de janeiro de 2017 às 21:04

      Muito obrigada!

      Curtir

    Kennedy Menezes disse:
    10 de março de 2017 às 19:25

    Muito, muito bom. Gostei do teor “dark” do texto.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s