[ENSAIO] Crônicas de uma Assistente: O Tédio

Postado em Atualizado em

tedio

“Quando você olha muito tempo para o abismo, o abismo te encara de volta”. Nietzsche

 

Este poderia ser mais um dia calmo e comum no escritório. Mas, ele estava lá, agarrando-se a ela: O Tédio, com um T bem grande.

 A assistente via seus dias passarem sem sentido, na morna monotonia da rotina. Rotina essa que a entediava e dissipava sua vontade de prosseguir. O que a impedia de continuar?

 O tédio é um inimigo mortal, se assim você o tratar. Ele te faz um prisioneiro cego, obrigando a sentir que não há nada de novo a aprender, a viver, a evoluir. Pode também ser o oposto, ser seu melhor amigo: aquele que te impulsiona a caminhar. 

 A assistente estava lá, sentada em sua cadeira, olhando com sono para a tela do computador. Checou as horas e percebeu que ainda tinha um longo dia pela frente. Olhou as linhas vazias de sua agenda e também se sentiu vazia. Não por não ter o que fazer naquele instante, mas pela possibilidade de fazer outra coisa que lhe agradasse mais.

Nos dias de hoje, tudo é mais acessível. Não que as jornadas sejam fáceis, aliás, o 1º passo é sempre o mais difícil. Então, por que tendo tal consciência e vontade de prosseguir, ela está lá, simplesmente congelada em frente ao computador? Ela atualiza novamente sua caixa de e-mails. Não há nada. Oh, não, espere há sim. Ele continua lá, sentado em seus ombros e dominando-a: o tédio.

O que fazer nestes casos em que sentimo-nos limitados? Essa é a grande questão da existência humana: a limitação. Deixamos-nos abater por sentimentos inferiores à nossa verdadeira vontade. Mesmo tendo consciência disso, simplesmente permitimo-nos cair lentamente, sempre favorecendo o que não nos cabe.

Ora, a vida é mais do que seu emprego, pensou ela. Hoje, você está aqui e amanhã estará lá. Mas, não é essa a questão! Pergunte-se o que você tem agregado, permitindo que o tédio tome conta de você, tanto aqui quanto lá? Ele só muda sua vida, se você tratá-lo como melhor amigo, que te empurra para frente.

Não se permita cair na armadilha do que é mais fácil. Faça planos e siga em frente. Levante a cabeça e mande esse tédio para longe. O mundo não parou de girar porque sua vida parou. Impulsione-se com essa rotação !

Permita-se sentir o pulsar de seu sangue nas veias! Inspire o ar com mais força e dê o tão desejado 1º passo!

Escutando, então, ao fundo e bem distante, a assistente acordou de seu devaneio e percebendo que o telefone parara de tocar.

Olhou novamente no relógio. Já é hora de ir embora. Sentiu que sua vida passou outra vez, sem sentir o gosto que deseja: o simples viver.

Pegou sua bolsa e, de mãos dadas com seu tédio, foi embora  para casa.

indo_embora

 

http-signatures-mylivesignature-com-54494-324-3e0afc0e30bc05c945278542b11620b8

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s