[RESENHA#14]Hellraiser – Renascido do Inferno, de Clive Barker

Postado em Atualizado em

timthumb-1
Título:
Hellraiser – Renascido do Inferno
Autora: Clive Barker
ISBN: 9788566636697
Ano: 2015
Páginas: 160
Editora: DarkSide Books
Informações: Skoob / Goodreads

Compre aqui: Submarino / Saraiva / Cultura / Amazon

Sinopse: Escrito em 1986, Hellraiser – Renascido do Inferno apresentou ao público os demoníacos Cenobitas, personagens criados por Clive Barker que hoje figuram no seleto grupo de vilões ícones da cultura pop como Jason, Leatherface ou Darth Vader. Toda a perversidade desses torturadores eternos está presente em detalhes que estimulam a imaginação dos leitores e superam, de longe, o horror do cinema.
Clive Barker escreveu o romance Hellraiser – Renascido do Inferno (The Hellbound Heart, no original) já com a intenção de adaptá-lo ao cinema. O cultuado filme de 1987 seria sua estreia na direção, e ele usou o livro para mostrar todo seu talento como contador de histórias a possíveis financiadores. Nas palavras do próprio Barker: “A única maneira foi escrever o romance com a intenção específica de filmá-lo. Foi a primeira e única vez que fiz assim, e deu resultado”.
De leitura rápida e devastadora, Hellraiser – Renascido do Inferno conta a história de um homem obcecado por prazeres pouco convencionais que é tragado para o inferno. Inspirado nas afinidades peculiares do autor, o sadomasoquismo é um tema constante em sua arte.


Alguém aí já ouviu falar em Hellraiser? Já viram o filme de 87? Pois é… Eu nunca tinha visto o filme, somente sabia que hellraiser era o cara cheio de pregos na cabeça…

tumblr_n1z4znz1fg1t4mtdpo1_500

                                               Mas não é assim não gente… não mesmo!

O titulo original do livro é The Hellbound Heart(1986), e o autor Clive Barker também foi o responsável pelo roteiro e direção do filme que foi lançado um ano após.
A história começa com Frank adquirindo, em troca de favores, uma antiga relíquia em forma de cubo, conhecida como a Configuração do Lamento.

fd38e13e01cc63a70b69f0e867a22f56

Segundo a lenda, este cubo é capaz de abrir uma passagem para um reino de prazer sensual inimaginável, porém em troca do prazer, o cubo exige a alma do usuário.
Frank encontra-se insatisfeito com a vida mundana na qual vive, ele quer ultrapassar os limites da experiência sensorial na busca do prazer. Ele vai em busca dessa promessa de satisfazer sua ânsia por prazeres ilimitados que a caixa oferece. Ele quer mais! Logo, Frank faz a troca, e dá-se inicio a todos os eventos quem vem a se seguir no livro.
Através de muita dedicação, concentração e meditação, Frank consegue abrir o Cubo e assim ele conhece Os Cenobitas.

fdcca5b9a44312520f973d54d26f49e7

O Cenobitas são “exploradores das regiões profundas da experiência. Anjos para alguns, demônios para outros”. Os cenobitas são criaturas horrendas que dominam com excelência as artes da crueldade e da tortura.
Frank, mesmo após o choque de ver os Cenobitas, de em sua presença, passar a ter seus sentidos mais aguçados ao ponto de sentir dor, não se acovarda e mostra a que veio. Faz seu desejo e os Cenobitas assim o atendem. Só que Frank não imagina que não há limite entre o prazer e a dor. Não para os Cenobitas.

Larry, irmão de Frank, acompanhado de sua esposa Julia, se mudam para a mesma casa que, a anos atrás, Frank teve o “prazer” de conhecer os Cenobitas.
Durante a mudança, Julia, se cansa e vai verificar qual dos cômodos será o seu e acaba entrando no maior quarto do segundo andar. O quarto é enorme, porém frio. As persianas estão pregadas a parede e o aposento não vê a luz do sol a anos.
Julia sente um arrepio e acha melhor não se instalar naquele quarto. Sabe que Larry vai implicar com essa decisão, mas ela vai dar um jeitinho de convencer ele.
Os dias passam e Julia se sente cada vez mais impelida a ir aquele “Quarto da Umidade” que é como o chamam agora.
Mal sabe Julia que é nesse quarto que Frank, a anos atrás, teve sua alma levada em troca dos prazeres que Os Cenobitas prometeram.

Esse livro aborda o extremo do sadomasoquismo, o medo, a traição e sangue pra todo lado!
O cara do prego na cabeça, se chama Pinhead e é o líder dos Cenobitas. Ele é O Arquiteto e não o Frank como eu pensava.

Pra quem tem o interesse de ver o filme, é obvio que tiveram algumas alterações, mas como foi dirigido e roteirizado pela mesma pessoa que fez o livro, as diferenças não fazem perder o sentido da história. Na verdade até te ajuda a entender algumas coisinhas mais.

O livro tem 150 páginas de uma história, rápida, bem elaborada, instigante e sensacional. O acabamento do livro dispensa comentários porque a DarkSide® sempre arrebenta nas edições. A capa é dura e parece couro com desenho feito a ouro! É muita riqueza num livro só!
Sei que nem todos gostam desse tipo de leitura e dessa vez eu tenho que avisar! Não aguenta, nem vai pra não pedir pra sair depois! Mas pra quem gosta…. Se deleitem! O livro é totalmente demais!

ryrpbfl

 

ana-souza-neo-000

 


*Resenha de minha autoria, publicado anteriormente no blog http://www.viciadosemleitura.blog.br/

Anúncios

16 comentários em “[RESENHA#14]Hellraiser – Renascido do Inferno, de Clive Barker

    Memórias da Cat disse:
    14 de outubro de 2016 às 23:29

    Ola. Eu me senti uma et agora porque nunca tinha ouvido falar nem do livro e nem do filme, mas me encontrei fisgada e pensando que se esse cubo existisse hoje um monte de gente faria fila para poder usar (prazeres sensuais? Quem nunca!) Amei sua resenha. Beijos

    Curtido por 1 pessoa

      Ana Souza respondido:
      17 de outubro de 2016 às 17:41

      Olha, mas esses prazeres… são do ponto de vista dos Cenobitas… e a visão deles de prazer… é beeeeem conturbada… rs

      Curtir

    Morgana Brunner disse:
    15 de outubro de 2016 às 10:51

    Oiii Ana, tudo bem?
    Desde que vi esse lançamento fiquei a ficar babando muitissimo,sou uma grande fanática pelos filmes do Hellraiser, mas ainda não tive oportunidade de ler, vou esperar uma promoção e comprar.
    Beijinhos

    Curtido por 1 pessoa

    Maria (@marijleite) disse:
    15 de outubro de 2016 às 11:56

    Olá, que pavor desse homem com pregos na cabeça, haha. Ainda não li esse livro nem vi o filme, mas mesmo com o tema super pesado é uma leitura que talvez eu vá fazer futuramente, ótima resenha!

    Curtido por 1 pessoa

    Flora Literária disse:
    15 de outubro de 2016 às 22:45

    Oi, Ana!

    E se eu te falar que nunca ouvi falar do livro nem do filme, hahaha? Porém, sinto que já vi a imagem desse carinha com o rosto cheio de pregos (que nervosinho) em algum lugar… Porém², sou fanática por terror, vou adicionar à minha lista de desejados com certeza! Obrigada pela dica ❤

    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle.
    floraliteraria.blogspot.com

    Curtido por 1 pessoa

    Daniele disse:
    16 de outubro de 2016 às 08:03

    Olá
    Ainda não li o livro, preciso modificar isso, já li uma coletanea do autor, e já deu para perceber que ele é bem gore. Eu gosto bastante do estilo, mas consumo com modeção, porque acabo enjoando um pouco deste recurso.

    Curtido por 1 pessoa

    Raíssa - Livros Românticos disse:
    17 de outubro de 2016 às 07:59

    Esse filme é bem bizarro, na verdade me dá agonia, mas tenho curiosidade para ler o livro. Consigo lidar melhor com a minha imaginação do que com a dos outros…. kkkkkk… então ele já está na lista há um bom tempo. Fico feliz que tenha gostado, espero curtir tbm e realmente, as edições da Darkside nem precisam ser elogiadas, são sempre um arraso.

    Raissa Nantes

    Curtido por 1 pessoa

    Joanice Oliveira disse:
    17 de outubro de 2016 às 14:40

    Olá,

    Quando li esse livro fiquei uns 3 dias achando que da parede ia sair os Cenobitas porque o detalhamento da conversa do personagem com eles e seu sofrimento parece real de tão bem contado que é, mas super indico para todos porque é uma leitura bem reflexiva.

    Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

      Ana Souza respondido:
      17 de outubro de 2016 às 17:43

      sério??? huauhauhauhauhauhauh
      Que tenso!! huauhauha

      beijinho!! e calma! não vai sar nada da parede!!! ❤

      Curtir

    Michele Lopez disse:
    17 de outubro de 2016 às 15:15

    Olá,
    Não estou muito habituada a ler obras do gênero, mas tenho visto falarem muito bem desse livro e estou bem curiosa para saber mais e conferir as cenas contendo cenobitas.
    A diagramação parece estar maravilhosa e essa capa conquista qualquer um.
    Fico muito feliz em saber que a obra é bem elaborada e instigante.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    Curtido por 1 pessoa

    Catrine Vieira dos Santos disse:
    17 de outubro de 2016 às 22:21

    Olha, confesso que não me senti nenhum pouquinho atraída pela obra, muito pelo contrário. KKKKKKK. Não curto o gênero e esse parece ser bem forte.
    Ainda assim, para quem gosta com com certeza é uma boa pedida.

    Curtir

    Tamara Padilha disse:
    18 de outubro de 2016 às 08:18

    oie, pois é, eu não curto esse tipo de leitura, por isso não faria, mas confesso que o quarto úmido me deixou bem intrigada para conhecê-lo mais a fundo. a darkside está apostando pra valer nesses livros e isso é ótimo

    Curtir

    Catharina Mattavelli Costa disse:
    25 de outubro de 2016 às 14:21

    Oie
    muito legal sua resenha, não sou fã desse tipo de livro mas mesmo assim tem um enredo bem interessante e com certeza vou indicar para amigos que vão curtir

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    Curtir

    cila-leitora voraz disse:
    25 de outubro de 2016 às 23:20

    Oi Ana, sua linda, tudo bem?
    O que me afastou desse livro foi o tema sadomasoquismo, sou muito romântica, esse assunto me faz mal na verdade, me deixa desconfortável. Mas lendo sua resenha primeiro não sabia que o autor teve que escrever o livro para depois poder adaptá-lo para o cinema. Segunda, para os fãs de terror, esse livro deve ser muito bom. Eu já me vi no lugar dela, ficaria com muito medo de permanecer nessa casa. E sabe, acho que ele perdeu no fim, teve que dar mais do que recebeu e a forma como ele recebeu deve ter sido devastadora. Sua resenha ficou ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    Curtir

    […] de Sangue, é a continuação de Hellraiser (Resenha aqui), onde descobrimos um pouquinho mais sobre o nosso tão querido e amando Pinhead, do submundo Aka […]

    Curtir

    Rafael Botter disse:
    26 de outubro de 2016 às 10:42

    Olá! Já vi dezenas de vezes o filme, ainda não tive oportunidade em ler esse livro, e quando é publicado pela DarkSide, sinal que é top na qualidade da obra. Vou aproveitar a BF pra ver se consigo um descontinho camarada rs.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s