[RESENHA#5]Astro City Vitória Chega às Bancas e Gibiterias Nacionais

Postado em Atualizado em

Astro City Vitória Chega às Bancas e Gibiterias Nacionais

    Kurt Busiek (texto), Alex Ross (capas) e Brent Anderson (arte) produziram a mini série em quatro partes Vitória e o Guia de Astro City que estão no mais recente encadernado da Panini de Astro City: Vitória.

    AstroCity8O conteúdo do encadernado foi originalmente publicado nos EUA depois de A Era das Trevas (cuja segunda e última parte a Panini ainda não publicou) e antes da primeira parte de  Portas Abertas (já publicada pela Panini); nesse esquema de publicação alternada que ela vem praticando com Astro City. Originalmente foi publicado ainda no selo Ws e suas atuais republicações são do selo Vertigo. Lembrando sempre que Astro City é a série autoral dos três mestres já citados.

    Na história Vitória, em quatro partes (edições originais da minissérie estadunidense), a Vitória Alada está sendo difamada novamente, mas, desta vez, sua falta de credibilidade pode custar o desmonte de sua rede de proteção e apoio às mulheres e até a perda de seus poderes. Para sair dessa, ela aceita, a contragosto, a ajuda do Samaritano e do segundo Confessor. A grande pergunta é: Vitória Alada perderá seus poderes e o direito de ser a campeã dos direitos das mulheres?

    Outros destaques da trama ficam por conta da origem da Vitória Alada, do fato de ser o primeiro encontro do Samaritano e da Vitória Alada com o novo Confessor e dos Garotos do Coral, a serviço do segundo Confessor. Para os que acham que há novidade em We Are Robin da distinta concorrente, vejam aonde e quando a ideia foi plantada. Ideia essa que remonta as histórias de um certo detetive londrino e os garotos da rua Baker, para ser mais exato. Sim, estou falando de Sherlock Holmes.

    Seguindo a tradição de Astro, Vitória é uma história fechada que dispensa leituras prévias. Até mesmo os eventos passados mencionados pelos personagens nunca foram realmente mostrados anteriormente. E nessa hora, fico imaginando se Busiek não teme uma invasão de fãs a sua casa exigindo que ele conte todas as histórias mencionadas, mas que nunca foram mostradas nas páginas desta série.

    Já o Guia de Astro City é um fac-símile de um guia turístico como outro qualquer, só que de uma cidade fictícia cheia de super-heróis. Como certos anúncios precisam ser rasgados para darem descontos, faltam páginas e o leitor vê os rasgos das páginas que estão faltando desenhados, dando a entender que estas ausências estão no material original (confesso que não li o material original em inglês). Há uma galeria de heróis (com um vilão que volta e meia muda de lado) desenhada por vários artistas de quadrinhos e um dos desenhos animados. Só para citar alguns: Dave Gibbons (Watchmen), Bill Sienkiewicz (Electra Assassina), Walter Simonson (Thor), Bruce Timm (série animada mais aclamada do Batman de todos os tempos, cocriador de uma certa palhacinha maluca), Howard Chaykin (Black Kiss, American Flag etc.) e Michael Golden (primeira e melhor fase de The ´Nan, Conflito no Vietnã, aqui no Brasil). Como já mencionei no meu ensaio sobre a série, muito desse guia já saiu aqui no Brasil pela Pixel.

    Apesar de a contracapa falar que é o décimo volume, qualquer pesquisa pelas letras miúdas do próprio encadernado revela o erro da Panini, uma vez que o material original foi publicado ainda sob o selo Ws. Fora que temos o Google, as plataformas wiki, o site Herocopia.com para confirmar que, na verdade, este é o oitavo volume encadernado da série. Podem conferir e me corrijam se eu estiver errado.

    Astro City: Vitória é um encadernado popular, R$25,90. Sei, não é tão barato assim e não está fácil para ninguém, mas deixe de comprar as mesmices das mensais e verá histórias que valem a pena de verdade, como as deste encadernado por exemplo.

    Boas leituras!

Por Rodrigo Rosas Campos

 

Anexo:

Eu, Rodrigo Rosas Campos Errei Feio, Errei Rude

Olhando o site da Herocopia, percebi que errei feio, errei rude. De fato parte do conteúdo do encadernado foi originalmente publicado nos EUA ainda no selo Ws e antes da primeira parte de Portas Abertas (selo Vertigo). E essa parte é o Guia de Astro, ainda no selo Ws.

A história Vitória, em quatro partes (edições originais da minissérie estadunidense), foi publicada já no selo Vertigo, antes mesmo da continuação de Portas Abertas.

Como o encadernado traz Vitoria na capa, ele realmente é o volume 10.

A contracapa fala que é o décimo volume, e ela está certa. Não houve erro da Panini.

A Panini atrasa quase sempre, mas não errou dessa vez! Foi mal, Panini!

Boas leituras!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s