[RESENHA#2]O Lado Feio do Amor, de Colleen Hoover

Postado em Atualizado em

8fc63018-3363-4661-9273-1dd558c0e5de

Título: O Lado Feio do Amor
Autor: Colleen Hoover
ISBN: 9788501105738
Ano: 2015
Páginas: 336
Editora: Galera Record
Informações: Skoob / Goodreads
Compre aqui: Submarino / Saraiva / Cultura / Amazon

Sinopse: Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo… apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.


Estava eu, com DPL(Depressão Pós Livro) após ler O Exorcista, meio soturna, como disse em minha outra resenha e pensei… preciso de algo diferente pra mudar meu humor… vou de romance! Logo, escolhi um livro da Colleen Hoover que não tem erro! É romance pra uma vida inteira! O problema é que eu não esperava que esse livro fosse tão doce ao ponto de escorrer mel em suas páginas! Sério, gente! Eu quase fiquei diabética! Juro juradinho!

tumblr_lu1du6uBoF1qfg9nvo1_500
O livro conta a história de Tate e Miles. Miles é um rapaz sério, piloto de avião e atormentado pelas sombras do passado. Tate é uma jovem sonhadora que para alcançar seu objetivo de especialização na sua área de atuação, precisa morar com o irmão temporariamente até se estabilizar e alçar seus voos por conta própria.

O que nenhum dos dois poderiam esperar é que o encontro entre ambos iriam mudar seus mundos para sempre.

O livro é estruturado com capítulos dedicados a cada um dos personagens. Tate sempre no momento atual, nos permitindo acompanhar toda essa montanha russa de emoções que é se envolver por alguém assim tão problemático. Já Miles nos introduz, aos poucos a seu passado feliz e traumático, nos fazendo entender o porque dessa necessidade absurda de se manter fechado ao amor.

“Meus pensamentos não são mais pensamentos.
Meus pensamentos são Rachel.
Não posso me apaixonar por você, Rachel.
Olho para a pia. Quero olhar para Rachel.
Inspiro o ar. Quero inspirar Rachel.
Fecho os olhos. Só vejo Rachel.
Lavo as mãos. Quero tocar em Rachel.
Seco as mãos nas toalhas antes de me virar para ela.
Suas mãos estão segurando o balcão atrás do
Seu corpo. As minhas estão cruzadas.
– Eles são os piores pais do mundo – sussurra.
A voz dela falha.
– Abomináveis – concordo.
Ela ri.”

Admito que fiquei meio preconceituosa quando iniciei a leitura, porque esses livros hoje em dia são tão iguais… e os da Colleen particularmente são que nem as musicas do Legião Urbana. Letras diferentes, mas com os mesmos acordes. Depois de dez paginas lidas eu já tinha desvendado toda a história. São sempre muito previsíveis.

“– Olha, Miles, Você é solteiro. Eu sou solteira. Você trabalha demais, e eu estou focando na minha carreira de maneira não muito saudável. Mesmo se quiséssemos algo sério, nunca daria certo. Nossas vidas não combinam com namoro. E também não somos amigos de verdade, então não precisamos nos preocupar em arruinar a amizade. Quer transar comigo? Eu deixo mesmo. E muito.
Ele está observando minha boca como se todas aquelas palavras tivessem acabado de se tornar suas novas palavras preferidas.
– Muito?
Faço que sim.
– Sim. Muito.
Ele  me olha nos olhos com uma expressão desafiadora.
– OK – diz ele, quase como se fosse um desafio.
– OK.”

Mas acho que esse livro estava mais pra Molejo do que pra Legião Urbana…. vou explicar o porque… Molejo tinha sempre aquelas musiquinhas chiclete, que grudava na cabeça da gente e não saía de jeito nenhum! A mesma coisa foi o livro. A história era totalmente previsível, mas eu simplesmente não conseguia parar de ler! Era mais forte que eu!

“Olho para meus sapatos, cruzando um pé em cima do outro.
– O que acha que faria um homem não querer amar nunca mais?
Cap não responde à minha pergunta por pelo menos cinco andares, até que ergo o olhar para ele, que me encara e estreita os olhos, fazendo ainda mais rugas surgirem entre eles.
– Acho que, se um homem vivenciasse o lado mais feio do amor, nunca mais iria querer senti-lo novamente.
Penso em sua resposta, mas ela não ajuda muito. Não sei como o amor pode ficar tão feio a ponto de que alguém queria se isolar completamente dele.”

Uma coisa que fez o livro ganhar vários pontos extras comigo, foi o jeito poético com a qual Colleen escreveu as partes de Miles. Uma espécie de poesia visual, que é um meio de escrever distribuindo as letras de maneira a criar formas diferentes como por exemplo um triangulo de cabeça para baixo(Fundo de lâmpada). Esse modo de escrita é muito antigo na verdade e aprendi um pouco em minhas aulas de História dos Livros e das Bibliotecas. Colleen me surpreendeu.

No final do livro eu estava com os olhos marejados devido a um cisco inoportuno que caiu nos meus olhos beeeeem no momento que estava no final do livro… é mole??

BBlmf4m
Enfim, embora tenha sido um livro chiclete, causador de diabetes, e totalmente previsível pra mim, também foi um livro que eu acabei dando cinco estrelas no Skoob porque ele conseguiu me fazer sofrer com os acontecimentos trágicos na vida de Milies e com as mágoas de Tate. Se mexeu com meu coraçãozinho, eu dou dez!

Deixo vocês agora com a música Ugly Love, de Griffin Peterson, que foi feita especialmente como trilha sonora deste livro. E com todo o amor de Miles.

large

.

Anúncios

21 comentários em “[RESENHA#2]O Lado Feio do Amor, de Colleen Hoover

    Fecprates disse:
    4 de agosto de 2016 às 10:50

    Olá
    que resenha mais maravilhosa! Eu amo esse livro,assim como todos os outros livros da autora,por isso sou suspeita para falar. Mas a história é realmente muito emocionante né?! Pode ser previsível, mas a gente não larga até chegar ao final mesmo.
    Beijos, Fer

    Curtido por 1 pessoa

    PorredeLivros disse:
    4 de agosto de 2016 às 11:19

    Oi, sua resenha está ótima, porém acho que o problema é comigo. Normalmente, procuro livros que tragam algo de novo, e previsibilidade, partes melosas demais não são algo muito atrativo pra mim. Infelizmente. Esse livro, eu deixo passar. O que me incomoda mesmo é o fato de sempre livros de romances serem feitos na mesma massa de bolo e com os mesmos ingredientes.

    Curtido por 1 pessoa

    Bianca ( Entre Livros e Amores ) disse:
    4 de agosto de 2016 às 19:10

    Olá,eu amo a escrita da Collen e por incrível que pareça o meu primeiro livro dela foi ” O LADO FEIO DO AMOR ” como você mesmo disse é um livro um tanto previsível, mas quando foi se aproximando do meio ali o livro toma outra proporção e foi ai que eu realmente me apaixonei pela história e assim como aconteceu com você aconteceu comigo de não consegui parar de ler eu li ele em um dia e dei favorito na minha resenha, já escutei fãs da autora falando que esse não é lá um dos seus melhores livros, mas sabe quando por algum motivo você pega carinho pelos personagens e pelo livro ? Foi isso que aconteceu comigo quando eu cai em mim já estava caindo em lagrimas quando percebi que já estava na ultima página do livro ♥ Parabéns pela resenha Beijos

    Curtido por 1 pessoa

    Diógenes disse:
    4 de agosto de 2016 às 19:44

    Oie… esse livro é top dos top… amo os livros da Colleen Hoover. Esse foi um dos livros dela que eu mais gostei. Miles é muito cativante e envolve o leitor em suas histórias (presente e passada). É muito emocionante acompanhar a dor que ele carrega com os relatos fracionados… E o presente vai se explicando à medida que você conhece o passado dele….O livro é perfeito… Adorei lê-lo… Assim como a sua resenha, bem elaborada … Parabéns!
    Aquele abraço…

    Curtido por 1 pessoa

    Bruna Santos disse:
    4 de agosto de 2016 às 22:58

    Oii… O Lado Feio Do Amor foi o 1° da Colleen que eu li, e eu amei. AMEI MUITO! Depois que li esse livro fiquei sem saber o que estava sentindo, se era felicidade por eles (Miles e Tate), ou se era tristeza pelo passado de Miles. A estória te prende de uma certa forma que você só sossega quando acaba de ler. Mesmo esse livro me fazendo sofrer, chorar, ele se tornou um dos meus favoritos. Um personagem que eu achei super fofo foi o Cap <3, ele é um amorzinho. A Colleen me ganhou com esse livro e eu super recomendo ele para todos!
    Parabéns pela resenha, bjs!

    Curtido por 1 pessoa

    Beatriz Andrade disse:
    4 de agosto de 2016 às 23:57

    Boa, livros Molejo kkkkkkkkkkkkkkkkk tem um monte ultimamente!
    Eu ainda não li esse livro mas tenho muita curiosidade com ele, acho o enredo bem curioso e acredito que seja uma leitura que vá me agradar bastante. Gostei da maneira como você falou do livro e de saber a sua opinião sobre a história.

    Curtido por 1 pessoa

    Ivi Campos disse:
    5 de agosto de 2016 às 07:30

    Adorei sua comparação com as músicas do Legião Urbana… rs
    Eu amo a escrita da Colleen, e amei este livro, mesmo com as características que tanto critico em outros livros. Houve momentos em que eu queria dar na cara da Tate, mas no geral, foi uma história bonita e que deixou saudade no meu coração!!!
    Adorei suas comparações!!!
    beijos

    Curtido por 1 pessoa

    Bruna Costabeber disse:
    5 de agosto de 2016 às 09:31

    Olá!
    Adorei essa comparação com Molejo hahaha. É bastante comum termos um livro que tem uma história previsível e melada mas que nos prende e impede de largar a leitura. Não sabia que esse livro era tão doce e fiquei meio decepcionada por isso. Acho que não é o que eu estava esperando.
    Apesar disso, o livro também ganhou pontos comigo, pois saber dessas partes poéticas na narrativa de Miles. Acho que darei uma chance, sim, pois só assim poderei falar dele.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    Curtido por 1 pessoa

    Wesley Italo disse:
    5 de agosto de 2016 às 12:35

    Que ótima resenha! Gosto de livros com títulos bem diferentes como esse que te faz querer ler logo de cara. É muito bom quando o livro apesar de um tanto previsível, nos faz desejar lê-lo até o fim. Já li algumas resenhas bem interessantes sobre o livro, mas, ainda estou com um pouco de receio em comprar-lo(quem sabe encontro alguma promoção, hein?).

    Curtido por 1 pessoa

    Amanda Gomes disse:
    5 de agosto de 2016 às 14:06

    Oi, tudo bem?
    Tenho curiosidade em conhecer as obras da Colleen, já que elas agradaram tantos leitores. Não tenho problema algum em ler livros que sejam doces e previsíveis, desde que a escrita seja muito boa e os personagens sejam bem construídos ao longo da narrativa. Lendo a sua resenha, acredito que esse seja o caso, já que apesar de tudo você deu 5 estrelas ao livro. Não sabia dessa escrita de poesia visual que a autora tem e fiquei ainda mais curiosa para saber se o seu estilo de escrita irá me agradar. Espero ler esse livro um dia.

    Beijos! ♥

    Curtido por 1 pessoa

    Carol Ramires disse:
    5 de agosto de 2016 às 18:42

    Olá!
    Detesto romances diabéticos hahaha mas esse me chamou a atenção por causa de toda essa história por trás de Miles, por causa desse trauma todo. Acredito que nunca li nada da Colleen? Será que esse seria uma boa pedida para começar?
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    Curtido por 1 pessoa

    Camila disse:
    6 de agosto de 2016 às 11:07

    Olá, tudo bem? Eu tenho um problema sério com romances pois os acho tão iguais ( falando nisso eu amo legião urbana viu?). E são poucos os que chamam minha atenção e o enredo desse livro não me atraiu. Fica para uma próxima dica.
    Bjs

    Curtido por 1 pessoa

    Séfora disse:
    6 de agosto de 2016 às 22:18

    depois de você jurar juradinho, vou acreditar que realmente escorre mel pelas paginas kkkkkkkkkkkkkk…
    Olha, tem livros que realmente da pra perceber o clichê logo de cara, mas assim como você concordo que tem uns que mesmo sabendo disso a gente não consegue parar kkkk ótima comparação com molejo e legião kkkkk.
    quem sabe um dia eu não lei, me parece uma história legal, eu sempre gosto de meninas se apaixonando por esses caras problemáticos kkkkkk.
    bjs

    Curtido por 1 pessoa

    Mariana Teixeira disse:
    8 de agosto de 2016 às 12:38

    Olá!
    Eu estou rindo horrores aqui com a sua comparação com o Molejo kkkkkkkkk.
    Mas concordo com você, já pela sinopse a gente já tem uma boa ideia do que vai acontecer no livro. Isso tem um lado bom e um lado ruim. O ruim é que, como você falou, é mais do mesmo, o bom é que, pra muita gente, esse pode ser o primeiro contato com a literatura e é o tipo de história que prende um pouco, pelo menos no início.
    Pior que mesmo já tendo ideia do que é o livro eu fiquei com curiosidade para ler kkkkk.
    bjs

    Curtir

    Leitura Descontrolada disse:
    8 de agosto de 2016 às 15:49

    Olá,
    Gosto bastante da escrita da autora e esse livro já está na lista como próximas leituras.
    Adorei saber um pouco mais sobre e achei sua resenha maravilhosa.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    Curtir

    Tamires Marins disse:
    8 de agosto de 2016 às 18:18

    Eu amo esse livro e amo a CoHo. Não acho os livros dela previsíveis, muito pelo contrário. Acho que a cada livro ela inova e traz um novo elemento que arrebata o coração do leitor. Vai muito do leitor, né? Eu não desconfiei que o trauma do Miles fosse aquele.
    Agora é esperar a adaptação! \õ/

    Beijos

    Curtir

    vanessamisturado13 disse:
    8 de agosto de 2016 às 18:56

    Ótima resenha , fiquei com vontade de ler ^^ Bejus e sucesso

    Curtir

    Fábrica dos Convites (@Fabdosconvites) disse:
    10 de agosto de 2016 às 15:54

    Acho que sou a única leitora da face da terra que ainda não leu nada da Collen!!! Tem livros que mesmo sendo previsíveis conseguem conquistar seus leitores, pelo que vi, este é um deles.
    Bjs!

    Curtir

    Maria Fernanda Pinheiro disse:
    12 de agosto de 2016 às 20:23

    Fica claro que é um livro chiche e previsível, mas quem se importa? rsrs. Amo Colleen Hoover e como ela consegue colocar um toque de originalidade em suas obras, narrando tudo com maestria e na medida certa, amei a resenha e as comparações que foram feitas, espero que o livro desperte em mim os mesmo sentimentos

    Curtir

    O Teorema da Leitura disse:
    13 de agosto de 2016 às 16:40

    Oi, tudo bem?
    Nossa eu sou louca para ler esse livro, já li outras obras da autora e me apaixonei. E agora com todos os seus elogios para esse livro é difícil passar despercebida, estou mega ansiosa para conhecer essa trama que parece muito comovente. Amei sua resenha, meus parabéns!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    Curtir

    [TAG#16] Chocolate literário « LiteraKaos! disse:
    9 de dezembro de 2016 às 08:00

    […] ANA – O Lado feio do Amor. Quase tive que apelar pra Glicose… se quiserem conferir a resenha, basta clicar aqui. […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s